Notre site web utilise des cookies. En poursuivant votre visite, vous consentez à naviguer sur notre site avec ces cookies. Cependant, vous pouvez modifier vos paramètres à tout moment en suivant ce lien.

Indústria, Logística e Construção
Profissionalização das equipas potencia recrutamento de Engenharia

Guia do Mercado Laboral 2017 - Retalho e Grande Distribuição.png

Os setores da Indústria e Logística voltaram a apresentar-se em 2016 como um dos principais dinamizadores e geradores de emprego no mercado de trabalho nacional.

O bom momento das exportações, a criação de novos centros de competências europeus com sede em Portugal e a abertura de várias fábricas de Grupos multinacionais do setor Automóvel na zona Norte e Centro do país promoveram uma enorme procura por perfis de Engenharia associados a ambiente industrial. A área Logística beneficiou, naturalmente, deste dinamismo da Indústria e nem mesmo as constantes oscilações no valor do petróleo ou o aumento da concorrência entre os vários players do mercado conseguiram quebrar a tendência de estabilidade do setor, tanto do lado dos prestadores de serviços, como do cliente final.
 
O percurso dos setores de Indústria e Logística nos últimos anos é um exemplo de como a aposta na otimização de processos, na profissionalização das equipas e na diversificação de mercados pode dinamizar o mercado de trabalho. Ironicamente, agora que ambos os setores vivem um dos seus melhores momentos da última década, a ameaça da escassez de talento poderá vir a travar este dinamismo. Os nossos inquéritos indicam que a percentagem de profissionais de Engenharia dispostos a mudar de emprego em 2017 caiu 4 pontos percentuais comparativamente ao ano anterior, dados estes que vêm apenas oficializar aquela que era já a perceção dos especialistas em recrutamento deste tipo de perfis.

 

Gostaria de saber quais as funções mais procuradas e os salários praticados nesta área?